O dossiê de personagem

Em todos esses anos de RPG, tenho visto inúmeros artigos, livros e conversas sobre métodos para fazer um bom personagem. Não é todo mundo que consegue fazer um background legal, e acabam surgindo algumas linhas-guia para ajudar o jogador a redigir a história, personalidade e relações do seu cara. 
A mais comum dela é, certamente, o questionário de personagem. Vários livros básicos empregam essa sabatina para ajudar o jogador a desenvolver um personagem de três dimensões, e já cheguei a ver livros só com isso.
Não sei você, mas eu acho questionários de personagens um saco. São grandes demais, cheios de perguntas por vezes desnecessárias e que te deixam com a maior preguiça de responder. O propósito da coisa é ser um fio condutor para a sua criatividade, mas eu não acho que atenda a esse fim. 
No meu grupo, desenvolvemos um modo bem prático e útil de descrever o seu cara, que é um meio-termo entre o questionário de personagem e a total liberdade para escrever o que se quer: o dossiê de personagem.

Claro que você pode fazer a sua história e organizar o seu persona de outra forma (ou usar um suplemento que o pessoal da lista do Old Dragon está desenvolvendo, que cria tudo do seu personagem por meio de rolagens em tabelas; jabá de oportunidade! hehe), mas eu acho excelente ter uma ajuda para fazer personagens com profundidade, e essa é a minha sugestão, com créditos a: Nino Simas, Allana Dilene, Elisa Guimarães e Rafael Ramos :P e seus personagens da crônica Potestade. :D

Le dossier

Nome: o nome do personagem. 

Apelido/Alcunha/Codinome: se for um super-herói, coloque a identidade secreta aqui. 
Idade: a data de nascimento e idade, de preferência dividido entre idade aparente e real (útil não só para vampiros, afinal tem gente que parece mais velha/nova). 
Gosta: preferências, hobbies, hábitos, coisas, essas coisas. Pode ser atitudes, ou coisas mais abstratas (por exemplo, gostar da maneira como o Governo trata as questões nucleares). 
Desgosta: exatamente o contrário. 
Aparência: descrição do personagem, incluindo físico, cabelo, pele, olhos e sutilezas notáveis, como sorriso, franzir de cenho, etc. 
Vestuário: a maneira que o personagem prefere se vestir na maioria das ocasiões, o que costuma usar.
Predileções: a cor, seriado, prato e outras coisas favoritas do personagem. 
Personalidade: a maneira como o personagem se porta, seus hábitos sociais mais chamativos, etc. Se ele é intolerante com algo, e suas opiniões políticas. Certos maneirismos (como gagueira, ou falar fino) podem entrar aqui, mesmo que pareçam manias/tiques. É que você vai consultar esse tópico com mais frequência quando for lembrar como seu personagem se comporta e fala. 
Manias/Vícios: tiques e hábitos esquisitos do personagem. Vícios ou hábitos detestáveis também podem entrar na categoria. 
Medo: o que o personagem teme? Todo mundo tem medo de algo, que pode ser aranhas ou medo de falhar com o pai, por exemplo. 
Aliados/contatos: é importantíssimo para o narrador que o jogador cite algumas pessoas que conhece do seu passado, desafetos, pessoas para quem pode ligar de vez em quando (ou o contrário) e conhecidos que podem aparecer para ajudá-lo, ou assombrá-lo. Mesmo que isso mude depois, ou que ele nunca use, é um enorme potencial para ganchos de plots. 
Histórico: o nascimento, infância e acontecimentos úteis na vida pregressa do seu cara. Uma boa dica de quem tem experiência é pegar o conceito do seu personagem e pensar em “desculpas”, motivos do passado para ele ser quem ele é. Se é um cowboy solitário, pense no trauma do passado – ninguém vira um amargurado por nada. Se for um um paragon, pense em como adquiriu os poderes, e porque ele tem um arquiinimigo. 
Mote: agora que está tudo quase pronto, pense em uma frase que o personagem sempre fala, que define sua personalidade. Não precisa ser nada brilhante, mas vai servir para referência rápida. E, claro, diga essa frase de vez em quando no roleplay! 
Outras características: todas as peculiaridades que não são cobertas pelos tópicos anteriores, ou que você lembre do nada. Tipo um isqueiro que o personagem carrega no bolso para lembrar do pai, ou uma foto da esposa morta que carrega no porta-luvas. Ou até mesmo uma lembrança que sempre vem à tona.

Atualizado: quando eu estava prestes a fechar o post, vi esse post aqui no A Butterfly Dreaming, que traz dicas para quick and dirty backgrounds, que curti pacas! Em uma tradução livre, rasteira e resumida do artigo (e ainda roubando a imagem!), ele diz que mesmo sem tempo, você pode facilmente dar alguma profundidade a personagens que precisa colocar rapidamente no jogo.

Conceito: comece fazendo uma lista de 5 elementos conceituais para o personagem. Junto com o background real, pode incluir traços de personalidade, aparência ou qualquer outra coisa que ajude você a imaginá-lo.
Objetivos: escolha pelo menos dois objetivos para o personagem. Um deles pode ser algo que você gostaria de vê-lo realizar durante o jogo, mas pelo menos um deles deve ser um objetivo interior (N.T: como uma fraqueza que quer corrigir).
Contatos: descreva brevemente três pessoas que são importantes para o personagem. Pelo menos uma delas deve ser amigável, e uma antagônica para ele.
Reviravoltas (twists): pense em três segredos ou surpresas envolvendo o personagem. Estas poderiam ser segredos que ele guarda, coisas que ele desconhece e sendo escondidas dele, ou qualquer coisa que poderia dar uma reviravolta ao jogo.

Às vezes, um background completo e bem construído é a melhor pedida, mas um sistema guiado como este vem a calhar quando você não tem tempo ou saco para tanto.

Então é isso! Espero que ajude os pouco inspirados!

5 comentários em “O dossiê de personagem

  1. muito bom, ideal para aqueles momentos sem inspiração.

    Tem uma coisa parecido na criação de personagem de DragonAge RPG, você tem que dar três objetivos para o PC, um de curto, um de médio e um de longo prazo.
    Além disso também tem que inventar algum tipo de ligação com os outros personagens, pode ser uma ligação tenue ou forte mas tem que ter, o que acaba por facilitar bastante a vida do mestre.

    Curtir

Dê um pitaco, não custa nada

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s