Os maravilhosos personagens recicláveis

PJ antiga e PJ nova
Relendo o post que escrevi hoje, fiquei pensando em como é legal reaproveitar personagens de RPG. 
Quando se tem várias campanhas no mesmo gênero – como sabemos, o mais comum é em fantasia medieval -, fazer personagens já conhecidos reaparecerem ou aproveitar ideias antigas traz uma sensação gostosa de reencontrar um ente querido. 
Sei que parece papo de Hollywood, e que uma das coisas mais legais do hobby é criar personagens novos. Mas quando você já perdeu a conta de quantos personagens fez ou tem saudades de personagens de campanhas que acabaram (prematuramente ou não), como é o caso da nossa mesa, essa ideia é totalmente excelente. 
Não sei se vocês fazem isso por aí, mas por aqui a gente adora (já até postei aqui falando de retcons, mas não é a mesma coisa).

Como estamos numa de jogar histórias curtas alternativas no meu cenário de campanha de fantasia, acaba que estamos criando muitos personagens novos, e na próxima que vamos jogar em Old Dragon surgiu a ideia de reaproveitar alguns personagens.

A patroa Elisa vai refazer uma espadachim que ela curtia muito numa campanha antiga de Forgotten Realms que deixamos de jogar (como muuuitas) e meu irmão vai aproveitar o bardo de outra campanha. 
Uma campanha de sucesso que jogamos há uns dois anos é praticamente composta de personagens reaproveitados que eles adoram, e vez por outra aparecem vários PdMs que os jogadores curtem nesse novo jogo. 
Alguns jogadores, aliás, sempre jogam com o mesmo personagem em várias campanhas diferentes (é o tipo de personagem que você leva desde quando começou a jogar, e acaba fazendo e-mails e usernames com o nome dele… tenho certeza que muita gente vai se identificar com isso!). Já me disseram que lá na gringa tem gente que costuma usar um só personagem MESMO, levando até sua ficha evoluída de várias campanhas onde apareceu, similar a um herói de quadrinhos.
A desvantagem de se reaproveitar personagens, como eu já disse, é deixar de criar uma ideia original. Mas as vantagens, além do óbvio benefício de reencontrar um personagem querido, é poder remasterizar o danado, que nem Christopher Nolan fez com o Batman: melhorar o background, jogar fora alguma tosqueira que você tenha dado a ele, etc. 
É uma oportunidade interessante também de ver como essa “versão” será, como vai se relacionar com os outros personagens e como vai evoluir desta vez. Além disso, assim como nos remakes do cinema, esse personagem já em uma bagagem, traços definidos e uma história mais ou menos traçada com a qual você pode brincar, ou seja, já tem um “público cativo”.
Além de aproveitar a ideia para novos PJs, uma coisa que faço muito é pegar personagens meus ou de outros jogadores (de mesas minhas ou não) e reaproveitar como PdMs em campanhas posteriores, seja como heróis famosos, como nobres que passam missões para os PJs ou até mesmo vilões interessantes. Claro que é interessante pedir permissão ao dono, por educação, mas acho que de todas as vezes que já fiz isso, eles acharam bacana a homenagem.
E vocês, fazem isso?

5 comentários em “Os maravilhosos personagens recicláveis

  1. O reaproveitamento pode ser legal se realmente houver a vontade, e não ser movido somente pela nostalgia. Digo, sempre são necessárias adaptações, afinal, é uma outra história, outro momento, outras relações. Quando fizemos Danna, por exemplo, aproveitar o bckg de dois pjs de uma outra campanha deu todo um gostinho diferente à personagem!

    O uso de pjs como npcs, porém, acho que pode ser muito mais fácil de render bons momentos em jogo. E fora que dá um ar de continuidade à história. :)

    Curtir

  2. Eu acho ótimo reaproveitamento de personagem, até pq minha criatividade para jogos medievais tá vazia, e pra não plagiar eu prefiro fazer versões melhoradas dos personagens que já fiz.

    Mas esse povo q fica jogando com 1 personagem só, põe nick, username e email com o nome do personagem eu acho ridículo xP (Olha quem fala! huahauahauaha)

    Curtir

  3. Eu acho interessante essas reciclagens só quando a campanha inteira se baseia nessa reciclagem de personagens, tipo fazer reboot ou universo paralelo ou continuação de alguma campanha anterior, ao invés de uma campanha normal e um cara fica fazendo sempre o mesmo personagem pq se apegou a ele e o enxerga como seu próprio avatar. Mas estou jogando numa campanha que é basicamente reboot e universo alternativo de uma campanha anterior de supers e tem ficado bem interessante o fluxo dos acontecimentos nas sessões e releituras de personagens em relação a suas versões anteriores.

    Curtir

Dê um pitaco, não custa nada

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s