Curiosidades de O Hobbit: A Desolação de Smaug

Não vou fazer uma resenha de O Hobbit: A Desolação de Smaug. Antes de mais nada, porque não fiz do primeiro, e é meio sem graça falar do segundo filme sem ter falado do primeiro. Depois, acho que não ia ter estômago para (mais) uma possível flamewar que geraria, já que o filme foi polêmico. Ele tem sérios defeitos de adaptação e o final (se é que tem final) é hediondo, mas no geral estou achando fantástico revisitar a Terra Média, ver tudo aquilo que tanto amo de novo.

O negócio é que sempre fico fuçando o IMDb (acho que é o site gringo que eu mais acesso), e sempre vejo umas trivias (curiosidades) sobre os filmes. Achei os d’O Hobbit 2 tão legais que resolvi traduzir e colocar aqui para a comodidade de quem não viu ou não quer ir lá ver. Algumas são boas especialmente porque explicam melhor algumas coisas da história (e eu fiz uma pesquisazinha).

Não vou colocar todos, porque alguns são pouco legais ou tão óbvios que não fazem sentido estarem aqui. E vou fazer alguns comentários engraçadinhos ao longo do texto. É a minha forma de fazer uma resenha-sem-resenha.

• Benedict Cumberbatch (Sherlock), o sensacional ator inglês que representou Smaug, sugeriu ler o Idioma Negro do Necromante de trás para frente, para fazer parecer mais diabólico e profano.

• Não sei se todo mundo viu, mas Peter Jackson apareceu de novo como vendedor de cenouras em Bri (como em A Sociedade do Anel). Esse vendedor de cenouras deve ser um Dunedáin pra ter vivido tanto, já que O Hobbit se passa 60 anos antes do Senhor dos Aneis. :P

• Quando Bilbo confronta Smaug, ele explica quem é com vários apelidos. Ele diz que vem de “under hill” (não lembro se em português ficou “sob a colina”); Smaug responde “Underhill?”. Este é o nome que Frodo usa quando está viajando, a pedido de Gandalf.

• Além de fazer a voz de Smaug, Benedict Cumberbatch também interpretou o dragão com motion picture, e para isto estudou iguanas e dragões de komodo no Zoológico de Londres (fraco o rapaz). Falando nele, o pai dele (o ator Timothy Carlton) lia O Hobbit para ele na hora de dormir. Isso é que é leitura pra crianças! Acho que vou roubar a ideia. :D

• Em uma sessão de cinema da meia noite em São Paulo, um dos alto-falantes do cinema quebrou após o primeiro rugido de Smaug. Tenso!

• O início/insinuação de romance entre Kili e Tauriel não fazia parte da filmagem original do filme (2011-2012); foi adicionado para “dar uma reforçada” no segundo filme durante refilmagens em 2013. Ou seja, vocês que odiaram isto, quase que não tinham que vê-lo. Como eu achei legal (eu sei, é blasfemo ao cânone da obra de Tolkien, me processem :D), nem liguei.

• Após a sensacional cena dos barris no rio, quando os orcs continuam a perseguir os anões, um deles passa o dedo numa poça de sangue e prova, cuspindo com desgosto e praguejando “Sangue de anão!”. Esta cena imita aquela onde Gimli faz a mesma coisa ao perseguir orcs em As Duas Torres, dizendo “Sangue de orc!”.

(a propósito, esse filme tem MUITAS cenas parecidas com Senhor dos Aneis, estratégia comercial na tentativa de fazer o público identificar mais as sensações que teve com os outros filmes. Muitos acharam isso terrível, eu só achei engraçado. Fique vendo que vai aparecer mais)

• Orlando Bloom é dois anos mais velho que o ator que faz seu pai no filme, Lee Pace. E não deixa de ser engraçado que no Senhor dos Aneis, 60 anos depois, ele esteja mais jovial. Loção de pele élfica?

• Bombur não dá um pio durante o filme inteiro. Também, com mais doze anões tagarelando, né? Embora seja uma pena, porque no livro ele é o mais reclamão dos anões. Mas dá pra entender, porque eles retiraram as duas cenas onde ele mais reclama: uma na travessia de Mirkwood, outra na subida da Montanha Solitária. Não vou falar quais porque pode dar spoiler pra quem ainda vai ler.

• Esta é a terceira vez que Katie Jackson, filha de PJ, faz um cameo (aparição) na Terra Média. Em A Sociedade do Anel, ela e seu irmão eram um daqueles pirralhos hobbits fofinhos que se assustavam com a história de Bilbo. No segundo filme Katie foi uma criança de Rohan, e agora foi uma hobbit garçonete que serve Thorin e Gandalf em Bri.

• O concept artist Alan Lee (que tem várias das mais belas artes da Terra Média, vale a pena ver) também apareceu como um dos músicos quando os anões saem da Cidade do Lago. E também foi um dos 9 reis dos homens na introdução de A Sociedade do Anel (eu nem sabia dessa, e sou fã).

• As filhas de Bard, Sigrid e Tilda, são interpretadas por Peggy e Mary Nesbitt, ambas filhas do ator James Nesbitt (Bofur).

• Martin Freeman (Bilbo) e Benedict Cumberbatch filmaram durante um hiato da série Sherlock (se não conhece, procure ONTEM. É sério. Uma das melhores séries que já vi). Stephen Fry (o prefeito da Cidade do Lago) fez o irmão de Sherlock Holmes, Mycroft, no segundo filme (aquele blockbuster com Tony Stark, digo… como é o nome dele mesmo?). Christopher Lee (Saruman) fez um Sherlock no filme de TV de 1991 Sherlock Holmes and the Leading Lady, Sir Henry Baskerville no filme de 1959 The Hound of the Baskervilles, e Mycroft Holmes no filme de 1970 The Private Life of Sherlock Holmes, que tinha Robert Stephens (Aragorn no programa da BBC Radio) como Sherlock.

• Jed Brophy interpreta o anão Nori, e seu filho Sadwyn fez Eldarion (filho de Aragorn e Arwen) em O Retorno do Rei.

• Robert Kazinsky (Chuck Hansen em Pacific Rim, o “rival” do protagonista) foi cotado como Fili e filmou algumas cenas, mas teve que sair do projeto por motivos pessoais – segundo minha cunhada, de doença. Ainda segundo ela, ele aparece na cena da canção, em Uma Jornada Inesperada, mas como está escuro e tal, ninguém nota.

• Evangeline Lilly (sua linda) é fã da Terra Média desde os 13 anos. Show de buela!

• Originalmente era para Doug Jones (Abe Sapiens de Hellboy, Fauno do Labirinto do Fauno) ser Rei Thranduil, mas Peter Jackson escalou Lee Pace, que admira muito desde The Fall (um filme EXCELENTE de 2004, que já resenhei aqui; leia o post e assista o filme urgente). Aliás, Tanto Lee Pace quanto Luke Evans (Bard) vieram de filmes épicos de Tarsem Singh, um cineasta indiano que também fez A Cela, que eu gosto bastante. Pena que Luke Evans veio de Immortals, a maior derrapada de Singh, uma porcaria de filme.

• Gloin fica fulo quando Legolas olha um pingente dele com uma foto de sua esposa, e a confunde com seu irmão (afinal, é barbada). A outra foto no pingente, que ele esculacha mais ainda, é o filho de Gloin, Gimli. Aliás, em As Duas Torres, Gimli menciona que todo mundo confunde anãs com anões por conta da barba, meio à guisa de explicação para o fato de ninguém nunca ver uma anã.

• Quando Thranduil samba na cara de Thorin (arrasa, mona), aparece umas cicatrizes doidonas na cara dele, que fez muita gente torcer o nariz e usar as palavras “Tranduil lich”. De acordo com os textos de Tolkien, a última batalha que o rei elfo lutou foi a última aliança no fim da Segunda Era (a cerca de três mil anos atrás), quando Sauron foi derrotado. As cicatrizes são coisa de PJ, como um símbolo da endurecida que Thranduil sofreu na guerra.

• Quando Kili é salvo por Tauriel do veneno da flecha de Morgul, a vê envolvida em luz. Na Sociedade do Anel, a cena de Frodo avistando Arwen pela primeira vez é igualzinha. Mais uma vez, detalhe que o pessoal odiou mas pra mim nem fede nem cheira.

• Ao botar o Um Anel em Mirkwood, Bilbo pode entender as aranhas gigantes. Na Sociedade do Anel, Frodo podia ouvir os Nazgûl quando estava com a rodela no dedo. Vou abrir um parêntese para falar que no livro, por ser mais infantil, animais sempre falam. Então as aranhas já falavam (sem o anel), os pássaros falam, o Senhor das Águias fala, etc. Nos filmes, deixaram só os trolls falando (e mesmo assim nos livros eles ainda eram mais humanizados), e as aranhas só para Bilbo com o Um Anel no dedo. No livro tem até uma objetos falantes (não vou, novamente, falar onde para não spoilar pra quem ainda quer ler). Não sei se vocês sabem, mas muitas das adaptações e alterações feitas por PJ e Phillipa Bowens para os filmes foram baseadas em anotações do próprio Tolkien, que anos depois pensava em aproximar mais O Hobbit do universo de O Senhor dos Aneis. Então talvez venha daí a retirada dos animais falantes.

• O encontro de Gandalf e Radagast acontece nas montanhas de High Fells em Rhudaur, para investigar uma caverna subterrânea. Eles encontram algumas tumbas profanadas, e portas de ferro destruídas. Estas são as tumbas dos Nazgûl (os antigos nove reis dos homens), mencionados por Galadriel em Uma Jornada Inesperada. Eles foram enterrados lá com feitiços ultrapoderosos e tal.

• Não sei se vocês lembram, mas Legolas luta contra Bolg e os outros orcs na Cidade do Lago com a espada mágica de Thorin, Orcrist, que ele tomou lá em Mirkwood quando prendeu os anões.

7 comentários em “Curiosidades de O Hobbit: A Desolação de Smaug

  1. Quanto ao Rob Kazinsky, vc pode até encontrar fotos oficiais do elenco em início de produção com ele, além dos vídeos de produção que o próprio Jackson faz. =D

    Qto à “cicatriz” de Thranduil: de acordo com uns fãs loucos por semiótica no Tumblr, essa “cicatriz” foi feita para mostrar que os elfos também sofreram perdas em guerras e que Thranduil, como rei, também sente o sofrimento do seu povo, e também enfatiza sua fala, quando ele diz que conhece “o fogo do dragão”.

    Essas são palavras do TUMBLR, não minhas.

    Curtir

  2. Eu também adorei o filme e gostei de ler essas curiosidades. Até entendo algumas reclamações mas não creio que esses pequenos problemas do filme tão ruim. Para mim são problemas normais de qualquer filme. Afinal nada é perfeito.

    Então adorei o filme do Hobbit, já li o livro, quando ainda nem se falava do filme, e achei que foi uma boa adaptação tendo em vista a esticada que tiveram de dar em um livro de 300 páginas.

    Curtir

Dê um pitaco, não custa nada

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s