Os medos e segredos do seu personagem

Todo mundo tem duas coisas: medos e esqueletos no armário. Por mais que não goste de admitir, você sempre tem fantasmas do passado que volta e meia te assombram - e você teme que se materializem. Na ficção, isto é um recurso narrativo amplamente usado (e abusado, até). No RPG, exceto por alguns casos especiais … Continue lendo Os medos e segredos do seu personagem

Campanha Aegis – Capítulo 04

Continua o reporte da minha campanha principal de fantasia, reboot de um antigo jogo querido de AD&D. Jogamos na minha Thedas (Dragon Age), no meu Fantasytelling. Jogamos no reino de Artoria, região que inventei, entre as Fronteiras Livres e Nevarra. Uma pequena nação que já viu dias melhores, hoje dividida em baronatos pantanosos e florestais. Terreno … Continue lendo Campanha Aegis – Capítulo 04

A beleza da improvisação

Faz um tempo que penso em relatar um episódio ocorrido em uma das nossas campanhas, um exemplo bacana de como a improvisação, especialmente por parte dos jogadores, pode levar o jogo para caminhos inesperados sensacionais. Uma das máximas do RPG é que os jogadores sempre vão tomar cursos de ações opostos ao que o mestre … Continue lendo A beleza da improvisação

Batendo a poeira do blog

Desde novembro o bar está às moscas, pela crônica e interminável falta de tempo. Comecei 2015 com muito trampo para custear a filhota, tentando conciliar agência, freelas (atrasados; o fim de ano ferrou meus prazos, preciso correr pra entregar tudo) e tocar a editora. Fora o nascimento da minha filha, 2014 foi um ano muito … Continue lendo Batendo a poeira do blog

Que fim levou o Fantasytelling?

Pois bem. Vocês pediram, então vou voltar a falar do Fantasytelling (FST), minha adaptação do Storytelling (World of Darkness) para fantasia medieval (mais ênfase no segundo que no primeiro). Mas não tem como falar desse frankestein sem discorrer a respeito da minha Eterna Dissonância Regrática™. Como já postei há uns anos, desde que me divorciei … Continue lendo Que fim levou o Fantasytelling?

A beleza das tramas simples (mas não simplórias)

"O Orc e a Torta" é a Aventura Mais Curta do Mundo, uma paródia criada por Monte Cook. Tem uma sala de dungeon de 3x3. Tem um orc. Ele tem uma torta. A torta parece saborosa. Os PJs querem muito a torta. É isso. Ela me lembrou a época que planejava minha campanha-reboot Aegis, onde lembrei … Continue lendo A beleza das tramas simples (mas não simplórias)